Comunicados de imprensa

ARCOlisboa celebrou, no seu 5º aniversario, o reencontro com a arte contemporânea

Cerca de 11 mil pessoas acolheram com entusiasmo a comemoração do 5º aniversario da ARCOlisboa, que esta tarde fechará as portas após quatro dias de reencontro com a arte contemporânea na capital portuguesa. Organizada pela IFEMA Madrid e pela Câmara Municipal de Lisboa, esta edição termina com um balanço positivo e um bom nivel de vendas.

22 mai 2022

Colecionadores e visitantes têm comemorado a alta qualidade do conteúdo dos expositores com projetos bem definidos que aprimoram o conhecimento dos artistas. Uma nova abordagem que tem sido a melhor aposta para atrair compradores e aumentar o volume de vendas. A feira consolida-se como o grande encontro internacional de arte contemporânea em Portugal e um instrumento essencial para a visibilidade dos artistas portugueses perante instituições internacionais e colecionadores da Europa e do continente americano.

Assim, a ARCOlisboa encerra a sua quinta edição na Cordoaria Nacional, com a satisfação dos participantes. Galerias como Vera Cortês, Elvira González, Bruno Múrias, Galeria 111, Arte de Gema, Delgosha e Double V confirmaram o bom nível de vendas e a qualidade artística da feira.

O otimismo de colecionadores e instituições que fecharam inúmeras aquisições foi patente desde o primeiro dia. Entre as transações efetuadas destacam-se as compras feitas pela Câmara Municipal de Lisboa para o seu Núcleo de Arte Contemporânea para o qual foram adquiridas obras de Pedro Paixão - Galeria 111; Alice dos Reis e Diana Policarpo -Lehmann+Silva; Mônica de Miranda - Carlos Carvalho; Hugo Brazão -Varanda; Gabriela Albergaria - Galeria Vera Cortês; Rui Chafes -Filomena Soares; João Pedro Vale e Nuno Alexandre Ferreira -Cristina Guerra Arte Contemporânea; Vasco Araújo - Francisco Fino; Claire de Santa Coloma - 3+1 Arte Contemporânea; Gil Heitor Cortesão-Pedro Cera; António Júlio Duarte - Bruno Múrias; Pedro Tudela -Galeria Kubik; Luísa Cunha -Miguel Nabinho; António Ole -.insofar; Ana Vidigal -Fernando Santos; Inês D'Orey -Presença; Suzanne Themlitz -Galeria dos Banhos dos Anjos; Belén Uriel -Madragoa; e Diogo Pimentão -Rociosantacruz.

De destacar também as aquisições da Fundação EDP para o seu acervo. Entre as obras adquiridas incluem-se peças de Ana Jotta -Meel Press/ EmptyCube reader; Luísa Cunha -Miguel Nabinho; João Gabriel -Lehmann+Silva, e Tiago Baptista -3+1 Arte Contemporânea.

Acrescentam-se ainda as compras da Fundación ARCO que, com o conselho de Manuel Segade e Filipa Oliveira, adquiriu obras da artista Thandi Pinto -Arte de Gema- e Inés Zenha -Double V, que passarão a fazer parte da Coleção Fundación ARCO ,  instalado no Centro de Arte CA2M Dos de Mayo da Comunidade de Madrid.

A Fundación María Cristina Masaveu Peterson comprou obras de Francisco Tropa -Quadrado Azul; Ángela de la Cruz - Helga de Alvear; Joao Penalva -Filomena Soares; Juan Asensio -Elvira González; Susana Rocha -ATM; Pablo Gargallo -Leandro Navarro; Francisco Vidal -This is not a White Cube; Eduardo Chillida -CarrerasMugica.

Também a Fundação Helga de Alvear adquiriu a obra de Carlos Carnero, na Galeria de las Misiones.

Pela terceira vez, a ARCOlisboa atribuiu este ano o Prémio Opening Lisboa cujo júri, composto por Aaron Cezar, Elise Lammer; Direlia Lazo, Marta Mestre, Bernardo Mosqueira, João Mourão, Florença Ostende, Agustín Pérez Rubio e Claudia Segura, distinguiu a galeria Artbeat -Tiflis, Geórgia. Este prêmio é atribuído ao melhor stand consumando-se através da devolução do preço do seu espaço na feira.

A ARCOLisboa foi igualmente celebrada um pouco por toda a cidade que se associou com entusiasmo a este evento, graças aos principais agentes ligados à arte contemporânea como as galerias, artistas e instituições, mas também aos colecionadores que proporcionaram momentos únicos partilhando as suas coleções com os convidados da Feira.

Mais uma vez, a Feira teve o grande apoio das instituições portuguesas, contando na sua aberura com a presença do Ministro da Cultura, Pedro Adão e Silva, do Presidente da Câmara de Lisboa, Carlos Moedas, da Secretária de Estado da Cultura, Isabel Cordeiro, bem como de várias personalidades da vida pública e empresarial do país. Por outro lado, a Embaixadora de Espanha em Portugal, Marta Betanzos, também marcou presença na ARCO, assim como Marta Rivera de la Cruz, Ministra da Cultura, Turismo e Desporto da Comunidade de Madrid.

A ARCOlisboa, feira co-organizada pela IFEMA MADRID e Câmara Municipal de Lisboa tem a colaboração institucional do Governo da República Portuguesa, Direção Geral das Artes, EGEAC, Marinha, Turismo de Portugal, Turismo de Lisboa –ATL-, bem como o mecenato da Fundação EDP e a colaboração da Café Pessoa no programa público.

A quinta edição termina hoje, dia 22 de maio, pelas 18h00, iniciando-se de imediato a preparação da ARCOlisboa 2023.