Comunicados de imprensa

A ARCOlisboa celebra o seu 5.º Aniversário

Participam, no total, 61 galerias de 12 países, 42 das quais integram o Programa Geral, 11 no programa ‘Opening Lisboa’, e as restantes 8 na secção em ‘África em Foco’.

28 mar 2022

A ARCOlisboa, a feira de arte contemporânea internacional produzida pela IFEMA MADRID e pela Câmara Municipal de Lisboa, celebra a sua 5.ª edição em formato presencial entre os dias 19 e 22 de maio na Cordoaria Nacional, marcando o reencontro da arte contemporânea na capital portuguesa. Durante quatro dias, Lisboa será novamente um dos centros artísticos e culturais mais atrativos e interessantes da Europa, com a participação de galerias, artistas, colecionadores, curadores e outros profissionais, para além da representação e envolvimento de instituições culturais, museus e projetos artísticos. Este será o momento em que a cena artística portuguesa será apresentada em profundidade e em diálogo com a arte espanhola, europeia e africana.

No seu quinto aniversário, a ARCOlisboa evolui no sentido de uma feira mais curatorial no que diz respeito aos conteúdos, permitindo às galerias apresentarem projetos específicos e aprofundarem o diálogo entre artistas. Por outro lado, a feira concentra-se em 4 dias, de forma a reforçar a visibilidade do programa expositivo dos museus e instituições locais que integram a programação paralela.

A feira conta com a participação de 61 galerias com origem em 12 países. O seu eixo principal, o Programa Geral, é composto por 42 galerias, selecionadas pelo Comité Organizador. Algumas das galerias são estreantes, como é o caso de Elvira González, Galeria 111, Galería de las Misiones, Heinrich Ehrhardt, Rosa Santos ou as galerias austríacas Lukas Feichtner Galerie e Zeller Van Almsick, que se juntam às galerias de renome como Cristina Guerra Contemporary Art, Fernando Santos, Pedro Cera, Pedro Oliveira, Vera Cortês, e outras procedentes de diferentes países como Alarcón Criado, Greengrassi, Helga de Alvear, Juana de Aizpuru, Krinzinger e Leandro Navarro.

Como já é habitual, a ARCOlisboa dá visibilidade às galerias mais jovens que, pelo seu recente trajeto ou pelas novidades que trazem ao contexto português, apresentam propostas interessantes permitindo descobrir novos criadores. Nesta linha, através da secção Opening Lisboa, cuja seleção foi feita por Chus Martínez e Luiza Teixeira de Freitas, a feira será um espaço onde será possível explorar 11 galerias como Double V, Fran Reus, Lehmann + Silva, Silvestre, Verve, o ATM e Intersticio, as quais participam pela primeira vez.

O programa África em Foco’, que volta a centrar a sua atenção na investigação da arte contemporânea do continente africano, é formado por 8 galerias selecionadas pela curadora Paula Nascimento. Inclui espaços do Uganda - Afriart Gallery -, Moçambique - Arte De Gema -, África do Sul - Everard Read-, Angola - Movart-, assim como de França - Gallery 193 -, com stands individuais, espalhados pela feira.

A ArtsLibris volta a estar presente na ARCOlisboa apresentando os trabalhos de participantes nacionais e internacionais, contando com o seu espaço especializado em publicações de artista, livros dedicados à fotografia, pensamento contemporâneo, autoedição e publicações digitais.

O Fórum ARCOlisboa, é comissariado pela EGEAC, dirigido pela curadora Filipa Oliveira e patrocinado pela Fundação Millennium BCP. As práticas institucionais mais avançadas e a própria prática artística são os principais eixos destes debates em que serão abordadas questões atuais como a relação entre a arte e os NFT’s.

A ARCOlisboa converteu-se desde a sua primeira edição numa verdadeira art week. Em articulação com as principais instituições de arte locais será elaborado um programa cultural paralelo à feira para convidados nacionais e internacionais, que inclui inaugurações e visitas a exposições e coleções privadas, inaugurações e outros eventos.

Em simultâneo com a feira na Cordoaria, a ARCOlisboa irá realiza-se também em formato online, a partir do dia 13 de Maio, permitindo assim o acesso remoto aos conteúdos, através de representações das galerias na plataforma ARCO E-XHIBITIONS disponível no website da ARCOlisboa.

A ARCOlisboa conta com a co-produção e o apoio oficial da Câmara Municipal de Lisboa, o mecenato da Fundação EDP e o já confirmado apoio da Fundação Millennium BCP, Fundação Altice, Turismo de Portugal, MEXTO Property Investment e Roche Bobois, para além da colaboração das instituições locais e dos principais agentes artísticos da cidade que todos os anos tornam possível a celebração da feira.