Notícias

Paula Nascimento, curadora de Africa en Foco

Desde 2019 que a Arco Lisboa está aberta a galerias de todo o continente, abarcando os artistas africanos contemporâneos na sua diversidade.

25 mai 2020

Ao invés de uma exposição de curadoria, esta secção “África em foco” é um programa fluido e flexível que destaca a riqueza das diversas práticas originárias de artistas emergentes. Neste ano, temos galerias de Angola, Moçambique, África do Sul, Uganda e Zimbábue.

 O leque de temas oscila de políticas de identidade até à análise de histórias africanas (pessoais e coletivas), com destaque particular para a pintura, e até artistas que trabalham entre a abstração e a figuração, com uma série de materiais, suportes e estilos. O programa deste ano expandiu-se em número, com galerias de Angola, Moçambique, África do Sul, Uganda e Zimbábue.