Notícias

O mundo da arte volta a olhar para Lisboa com a realização da ARCOlisboa 2019

De 16 a 19 de maio

29 mar 2019

Lisboa voltará a seduzir os profissionais e amantes da arte contemporânea com a realização da 4ª edição da ARCOlisboa, que, coorganizada pela IFEMA e pela Câmara Municipal de Lisboa, terá lugar de 16 a 19 de maio na Cordoaria Nacional para expor a vibrante cena artística de Portugal em diálogo com a arte de todo o mundo.

A ARCOlisboa 2019 acolherá a participação de 70 galerias de 17 países e, como novidade, contará com a participação especial de galerias provenientes da África, assim como uma secção dedicada às publicações de arte contemporânea.

Tal como aconteceu em anos anteriores, a Feira será organizada em torno de três áreas: o Programa Geral, Opening e Projetos. O eixo principal da Feira, o Programa Geral, será composto por 52 galerias de 16 países, algumas das quais participarão pela primeira vez, como a Vera Munro e Georg Kargl. A estas juntam-se outras que regressam à feira, como Krinzinger, Greengrassi, Pietro Sparta e Vermelho.

O programa Opening voltará a centrar-se em galerias com uma trajetória de um máximo de sete anos, tendo por objetivo proporcionar nova informação e experiências estéticas. Será composto por 9 galerias selecionadas por João Laia, que inclui algumas de criação recente como a Lehmann + Silva, do Porto, ou Fran Reus, de Palma de Maiorca.

A secção de Projetos, que voltará a ocupar o Torreão Poente, mostrará 9 projetos de artistas individuais apresentados na feira pelas suas galerias. Entre eles, Daniel García Andújar -Àngels Barcelona-; Gerold Miller, apresentado por Cassina Projects; e Nicolás Grospierre, por Alarcón Criado.

Uma das novidades mais surpreendentes desta edição será a África em Foco, com uma seleção de galerias provenientes deste continente. Assumindo como ponto de partida a singular posição internacional de Portugal na encruzilhada entre a África e a Europa, a África em Foco incluirá 6 galerias de Angola, Uganda, Moçambique e África do Sul com stands individuais intercalados pela feira. Esta secção, organizada por Paula Nascimento, será completada com uma série de conferências centradas na arte contemporânea mais moderna da África, com a participação de figuras como Raphael Chikukwa e Azu Ngagbogu.
 

A ARCOlisboa 2019 também incorpora uma secção especial dedicada às publicações de arte contemporânea. Organizada pela Arts Libris, contará com a participação de cerca de 40 editoriais de arte, e incluirá igualmente um ciclo de conferências e debates centrados no estado atual das publicações de arte.

O programa de debate e reflexão à volta da arte e do colecionismo será completado com a realização do MILLENNIUM ART TALKS, um fórum de colecionismo realizado com a colaboração da Fundação Millennium bcp. Além disso, no quadro da feira, realizar-se-á o Encuentro de Museos, dirigido por Pedro Gadanho e Nicolas Bourriaud. De igual modo, e coordenadas por Filipa Oliveira, as sessões Em que é que estou a trabalhar?, que terão lugar no Pátio Nascente da Cordoaria, reunirão profissionais internacionais para partilharem os seus projetos atuais e futuros.

APOIO DA INICIATIVA PRIVADA

A ARCOlisboa 2019 tem o apoio da iniciativa privada e de importantes corporações e instituições, através de ações de patrocínio de diferentes áreas ou iniciativas presentes na Feira.

Esta edição, além da Câmara Municipal de Lisboa, conta com a colaboração institucional do Gobierno de la República Portuguesa; Direçâo Geral das Artes; EGEAC; Marinha; Turismo de Portugal; Turismo de Lisboa –ATL-, o mecenato da Fundação EDP, assim como da Fundação Millenium bcp; Navigator Art on Paper; RAR Imobiliária; ROM; Ruinart;  illy e Cervezas Alhambra, entre outras. Mais uma vez, neste ano, conta com a colaboração do Café Pessoa no programa público.

Durante cinco dias, Lisboa converte-se na capital da arte contemporânea com a realização da Feira e a visita aos melhores museus, instituições e coleções da cidade, que apresentarão um programa de exposições em que serão expostas obras de artistas portugueses — quer artistas emergentes, quer figuras mais reconhecidas, como Carlos Bunga, Pedro Cabrita Reis, Rui Chafes e Ângela Ferreira—, muitas vezes combinadas com as de destacados artistas internacionais. Entre as instituições participantes, inclui-se o MAAT, Calouste Gulbenkian, Culturgest e o Museu Coleção Berardo.

A ARCOlisboa 2019 oferece novos horários de abertura mais adaptados ao ritmo e ao horário da vida diária em Lisboa: na quinta-feira 16 e sexta-feira 17 de maio, a feira estará aberta das 14:00 às 21:00 h; no sábado 18 de maio, das 12:00 às 21:00 h; e no domingo 19 de maio, das 12:00 às 18:00 h.Para se favorecer o acesso a um maior número de visitantes, o preço geral de entrada será de 15 euros e de 5 euros para estudantes.